Como Utilizar o Inbound Marketing para Médicos?

Entende-se por Inbound Marketing a estratégia que visa conquistar e atrair o interesse das pessoas ao invés de “comprá-las” ou simplesmente “empurrar” algum produto ou serviço. Se você já ouviu falar sobre Inbound Marketing mais ainda não conhece, baixe o nosso e-book “Introdução ao Inbound Marketing”.

Já falamos aqui como o inbound marketing pode fazer sua empresa vender mais, no entanto é muito comum as pessoas me perguntarem se essa estratégia pode ser aplicada a qualquer tipo de negócio, principalmente quando se trata de serviços e não produtos, como é o caso de muitos médicos. Bem, a resposta é SIM, não só podem como devem!

POR QUE O INBOUND MARKETING É TÃO IMPORTANTE PARA MÉDICOS E CLÍNICAS?

Estudos apontam que 70% dos pacientes, pesquisam sobre seus sintomas no Google antes de ir ao médico, e que 62% se sentem mais confiantes para ir ao médico ou clínica que possui um site com bastante informações, ou seja, a melhor forma de atrair a atenção de seus futuros pacientes é oferecer conteúdo relevante de forma que ele possa atingir as pessoas certas e auxiliar em suas pesquisas a cerca de tratamentos, procedimentos, sintomas, serviços, etc.

Esse tipo de “relacionamento” com o seu futuro paciente, ajuda a construir no meio digital a sua autoridade. A credibilidade de uma clínica ou médico que se coloca à disposição para esclarecer dúvidas sobre os serviços prestados, contribui e muito para que se mantenha pacientes antigos e se conquiste novos.

FUNIL DE  INBOUND MARKETING PARA MÉDICOS E CLÍNICAS

As etapas do inbound marketing já são conhecidas, mas como aplicar a estratégia para médicos? Vamos ao funil.

 

atrair-converter-relacionar-vender-analisar-fidelizar

1 – Atrair (domínio, site, blog, redes sociais, SEO, conteúdo):
Para atrair usuários é muito importante que você ou sua clínica tenha canais de alta qualidade, como site, blog e redes sociais.
Nessa primeira etapa, você deve iniciar com informações relacionadas ao seu segmento e sua especialidade, mas sem focar no serviço em si,ou seja, fale da doença, dos sintomas ou do procedimento, e não em oferecer o seu serviço como geralmente é feito no marketing tradicional. Após a criação desse conteúdo é muito importante dispor de estratégias para divulgação dele, para isso utilizamos otimização de SEO, anúncios no Google, além da gestão e anúncios em redes sociais.

2 – Converter (landingpages, call-to-action, formulários, conteúdo, iscas digitais):
Legal, o seu conteúdo está atraindo centenas de “visitantes” (possíveis pacientes) para o seu site, blog, ou rede social, e agora, o que fazer com todos esses acessos? De nada adianta um monte de visitas no seu site se as pessoas sairem sem deixar suas informações.
Nesta etapa, entra o processo de oferecer um conteúdo muito rico e informativo em troca de nome, e-mail ou outros dados que você julgue necessário. Ficou confuso? Eu explico: Imagine que você ou sua clínica oferece um e-book, infográfico ou vídeo, explicando as “10 maneiras cientificamente comprovadas para prevenir o câncer”. UAL, as pessoas podem realmente se interessar por isso e estarem dispostas a se cadastrarem para receber esse material gratuito.

3 – Relacionar (e-mail, redes sociais, conteúdo):
Como o próprio nome já diz, nesta etapa você vai se relacionar com o possível paciente. Esse relacionamento pode acontecer através de conteúdo escrito no blog, envio de e-mails, informações nas redes sociais, disponibilização de vídeos nos canais, etc. O importante é que os usuários estarão nutridos com suas informações e ansiosos para poder te contatar.

4 – Vender (venda consultiva):
Bem, aqui daremos sua meta como atingida, pode ser o agendamento de uma consulta, um contato por telefone, a venda de um determinado procedimento, etc. É importante ter sempre em mente, que mesmo no momento da venda seu atendimento precisa ser consultivo e informativo.

5 – Analisar (métricas, resultados, planos de melhoria):
Agora que seu processo foi praticamente concluído é hora de analisar as informações.
Quais conteúdos tiveram mais engajamento? O que o seu público mais gostou? Qual foi o seu ROI?Respondendo essas e outras perguntas você poderá efetuar pequenos ajustes necessários e replicar o processo, criando assim uma audiência jamais vista em sua clínica ou consultório.

6 – Fidelizar (eventos, conteúdos, e-mails, redes sociais):
Não é porque agora ele se tornou seu paciente que deve ser esquecido. Muito pelo contrário, nesse momento você deve manter seu relacionamento e a entrega de bons conteúdos de forma a fidelizar o paciente e torná-lo um seguidor e fomentador de seus serviços.

FIQUE DE OLHO NO CÓDIGO DE ÉTICA 

Vimos que a internet é uma grande aliada na divulgação e promoção de clínicas e consultórios, no entanto, é preciso ficar sempre de olho no Manual de Publicidade Ética do CFM.
Manter sua credibilidade e respeitar os princípios da categoria é fundamental para seus resultados com o inbound marketing.

Bem, essas são apenas algumas das ações que visam maiores oportunidades para médicos e clínicas conquistarem a preferência de novos pacientes através de conteúdo bem escrito e de alto valor.

Caso você queira conquistar novos pacientes, saber mais sobre Inbound Marketing para Médicos e muitas outras estratégias que temos para você e sua clínica, entre em contato comigo!

Até mais…

Graciela Rocha

Autor Graciela Rocha

Marketeira e apaixonada pela área, há 4 anos vem se especializando no marketing digital. Curte moda, maquiagem, seriados e ama sushi :) Acredita que o segredo da realização pessoal e do sucesso profissional é acreditar naquilo que se faz.

Mais posts escritos por Graciela Rocha

Deixe o seu Comentário